Postagem número 100: Thabata Mendes -- The Scrotest ! um presente pra vcs!

Feliz 100 Post, Philosopoppeiros queridos e amados!!!
Trago pra vocês o Nadir da civilização brasileira:

 Thabata Mendes -- Tão Frio!


Maravilhem-se com a incrível coloração patê-de-presunto de Ms. Mendes!

Passem com o OHmmmmmmmmmmmmmmmmm de gatta no cio.

Reparem no pé do boy maggya, gatinho da facú , e sua marca de chinelo no sexy-pé.

Percebam que a música é sobre brocha dando tôco em Thabata!!

Fiquem na dúvida do por que o violão ficar de boa no melhor lugar da poltrona.

Angustiem-se com a depressão do gatto de correntinha.

Notem que a barriguinha do dito gatto está sempre por trás de algum bloqueio visual.

E tentem não se matarem de tanto boredom (nível BBB6)!

Mar-Tie -- The Avant-garde Grandpa

Putz Grila..... Tem vezes na vida de quem é um explorador desse mundo/floresta/fungo da informação diagonal como eu em que damos de cara com uma coisa tão absurda, tão bizarra, tão estranha, que nos sentimos premiados.  Tenho certeza que todos que gostam de chafurdar o mundo do que já foi feito, da produção humana já passaram por instantes assim.  Bem, acabei de experimentar/estou experimentando um agora.   E TENHO QUE REPARTIR ISSO COM VOCÊS.  Eu tinha uma linha de tweets no começo da minha aventura no twitter que diziam "eu não insistiria se isso não fosse magnífico."... ISSO será um deles.




Ned Martin Stringham era meu avô. Ele era um avô do jeito clichê. O tipo de homem que você deseja para ser seu avô. Quando criança ele me mimava com presentes e notas de dólar quando minha família ia visitá-lo em Utah. Ele adorava música country e levava avó para dançar Ned Stringham era pai de seis meninas. Ele trabalhou em muitos empregos, mas o seu favorito foi de Coordenador de recreio no Hospital Estadual, em Provo, Utah. Ned me ensinou em uma idade precoce a me referir ao lugar onde ele trabalhou como "Hospital Estadual", e não a "Instituição Mental." Mais tarde na vida, quando eu visitei Ned no Hospital Estadual, eu fui vê-lo não como um empregado do Departamento de Recreação, mas como um paciente na enfermaria geriátrica. Ned era severamente bipolar e quando ele não tomava seu medicamento tornava-se loucamente convencido de que ele não era mais Ned Martin Stringham (avô, marido e pai), mas Mar-Tie, Superstar Country Western. Apesar de não ser aparentemente perturbado fora de sua medicação Mar-Tie era um perigo para si mesmo e aos outros. É por isso que ele estava internado no Hospital do Estado.





Era difícil apreciar a música que ele criou por causa da angústia mental e financeira que essas gravações colocam em minha família. Ele gastou todas as economias de sua vida em bandas que o acompanhavam ao vivo. Ele deixava a minha avó por longos períodos de tempo para gravar sua música. Certa vez ele voltou com uma van nova, convencido de que ele precisava comprar este veículo pois assim sua banda poderia viajar pela América. Uma ou duas semanas mais tarde, a van foi tomada por falta de pagamento. Ele gravou milhares de músicas e tinha caixas e caixas de fitas cassetes com suas músicas e reflexões. No entanto, sua esposa, filhas, netos, e eu mesmo não reconhecíamos nem apreciávamos a estranheza de nosso parente maluco. Quase tudo de sua música foi perdido. Ele armazenava suas fitas cassetes em unidades de armazenamento aleatórios ao longo do Utah. Nunca lembrando de pagar suas contas, as fitas cassetes foram provavelmente vendidos por tostões em leilões dos armazéns. Após a  morte de Mar-Tie, eu recolhi  as poucas fitas que ele tinha em seu quarto e toquei-as para a minha amiga Penny, que tinha um programa na estação de rádio pública KRCL em Salt Lake City. Ela soltou algumas das músicas do Mar-Tie no ar e as pessoas (não muitas, mas algumas) começaram a solicitar outras canções por Mar-Tie. Um ouvinte, Blair Sterrett, que também tinha um programa de rádio (na KWCR / Weber Estados 88.1 FM, em Utah) pediu uma cópia da música  de Mar-Tie . Blair então enviou Mar-Tie para Fodder Otis e é assim que, alguns anos após a morte de Mar-Tie, que ele tornou-se um superstar.




CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE MAR-TIE