Prolegômenos a uma teoria das Boy-bands: Steklovata



Ao se construir um campo teórico para a posterior análise de objetos do repertório taxonômico, partimos, aqui no philosopop, da premissa hjelmsleviana de que a Semiótica-Linguagem-Natural perpassa e é "ar" para todos as outras semióticas.  Portanto, iremos olhar com atenção o objeto "Clipe de Novij God da boy-band russa Steklovata" para identificiar primeiras linhas de possível posterior investigação.


O objeto:



O esmiuçamento:


fundo infinito, pior chroma-key do kosmos. introdução musical, mostrando os "belos"rostinhos. Seriam todos os membros filhos de um mesmo casal? de irmãos? parecem meio geneticamente desfavorecidos. o da direita tem uma dismorfia de gênero (ou é só uma bissinha).. o de quadrados negros na suéter sensata é um pouco atrasadinho cognitivamente ... o de trás parece ser o garanhas da família (ultra-hormônios? XYY?) .. e é melhor eu não tecer comentários sobre o comportado da esquerda. posso ser judicialmente acionado.-- a música me magoa de tão ruim... e eis que o atrasadinho TAMBÉM é BANGUELO ...Tudo está meio errado... mas a música é infecciosa, estou cantando nove gód aqui sozinho... Eles não dançam muito, não são gatos, mas são simpáticos... Nuvem nuvem nuvem got .... Seria isso um clip mesmo ou uma daquelas brincadeiras de shopping center? ... e de repente um sino em 3D studio me encanta.... E eles se soltam mais um pouco, a fama está subindo-lhes às cabeças... nuvem nuvem nuvem got ... 

Steklovata, definitivamente uma experiência estética!!!

1 comment:

  1. uma boa produção transforma eles em mega estar russos. próteses dentárias de cima, produção produção e, vapt!, sucesso!

    ReplyDelete